notícias

Leica lança Leica M-A na Photokina

Leica M-A

Nesta edição de 2014 da Photokina, a marca germãnica lançou vários produtos como novas lentes Summarit, novo modelo Leica S, a Leica M edition 60, ou uma nova edição da lente Noctilux... mas isso agora não interessa nada.
 
A grande surpresa da feira foi o lançamento da Leica M-A: uma rangefinder analógica 100% mecânica.
 
 
Sendo uma rangefinder puramente mecânica, a Leica MA representa um retorno à fotografia na sua forma mais original. Sem depender de baterias, sem medição de exposição, os fotógrafos podem agora concentrar-se inteiramente nos parâmetros essenciais da composição da cena - ou seja, distância focal, abertura e velocidade - e em capturar o momento decisivo. 
 
 
Os elementos visíveis da Leica MA são tão intemporais como os mecanismos de precisão utilizados no seu interior. Por exemplo, o ponto vermelho Leica foi omitido para enfatizar a simplicidade do seu design clássico. 
 
 
Disponível nos acabamentos prata ou preto, estará disponível em revendedores autorizados Leica a partir de Outubro de 2014 (PVP: 3,850€ na Alemanha).
 
 
Isto sim, é fotografia pura!
 
 
leica M-A frente
 
leica M-A tras
 
leica M-A topo
 
via leica
 
 
 

Projecto Lá Tinha

Projecto Lá Tinha

 
Lá Tinha é um projecto que ensina jovens e crianças a construir câmaras fotográficas artesanais a partir de latas de sardinha e alguns materiais encontrados em casa.
 
 
Criado pelo publicitário Bob Ferraz e o fotógrafo Diego Cunha, o projecto teve início em 2013 no bairro Cova da Moura, onde 12 crianças tiveram a oportunidade de criar as suas próprias câmaras. Segundo os criadores, o grande objectivo é fomentar a criatividade, estimular a autoconfiança e as habilidades manuais. Os participantes nas oficinas são convidados a documentar o seu meio com as câmaras construidas.
 
 
O funcionamento é simples e com base na técnica de pinhole: apoia-se a câmara em algo fixo, um tripé ou até mesmo um muro. Abre-se o "obturador" durante cerca de três segundos (dependendo da quantidade de luz e do ISO do filme), fecha-se e roda-se o filme para a próxima fotografia. Quando o rolo acabar basta recarregar a latinha com um novo.
 
 
O grande trunfo desta iniciativa é a inclusão de jovens de meios desfavorecidos, pois permite-lhes criar um artefacto, fazer a fotografia e ver o resultado final. Esta experiência proporciona aos participantes o primeiro contacto com a fotografia analógica, usando um material tido à partida como lixo.
 
 
Em Setembro arrancará uma nova oficina na Cova da Moura.
 
 
Em baixo um vídeo e algumas fotos dos participantes:
 
 
 

 

 

Projecto Lá Tinha

 

Projecto Lá Tinha

 

Projecto Lá Tinha

 

Projecto Lá Tinha

Via http://projetolatinha.com/, mais fotos no flickr.

 

 

Festival Revela-T

 

Vai realizar-se de 30 de Maio a 1 junho o festival Revela-T - o único festival dedicado à fotografia analógica do mundo. 
 
O festival vai decorrer na pacata vila histórica de Vilassar de Dalt, que fica a 25km de Barcelona. Conta com mais de mais de 20 exposições, workshops, debates, demonstrações e um espaço comercial com vários expositores. 
 
Já vai na segunda edição e apresenta este ano um painel de oradores com valor reconhecido; das muitas actividades disponíveis nota-se um destaque para processos fotográficos alternativos. 
 
 
O festival pretende ser ponto de encontro de amantes da fotografia, principalmente por fotografia analógica. Uma experiência para criação de sinergias e partilha de conhecimentos sobre fotografia analógica - algo que não vemos muito hoje em dia...
 
 
 
Mais informações aqui
 
 
 
tags: 

O leilão do século

hasselblad 500 HEDC vai a leilão

 

A leiloeira Austríaca Westlich tem tradição de ter câmaras únicas nos seus leilões: edições limitadas, protótipos e outras, que ajudaram a fazer a história popular. A edição deste ano não é excepção. O site L-camera forum já o caracteriza como o "Leilão do século", figurando no catálogo câmaras que marcaram a história da Leica, como a Leica Model A (o primeiro modelo a ser comercializado), a Leica 250 ou mesmo um protótipo da Leica M3. São artigos raros e muito apetecíveis para colecionadores.

 

hasselblad 500 HEDC

 

Desta vez, contudo, o leilão envolve um objecto certamente inesperado. A estrela desta edição será esta Hasselblad 500 HEDC - uma encomenda da NASA à mítica marca sueca. Usada por Jim Irvin* na missão Apolo 15, em 1971, para documentar a missão, foi com esta máquina que se tiraram as 299 fotos durante a estadia de 3 dias na lua. Até hoje, continuam 12 Hasselblads perdidas na lua. Os austronautas tinham ordens para deixar os corpos, para assim poderem trazer o peso equivalente em pedras lunares. Não será a única câmara que voltou da lua, mas é uma oportunidade de ter um pedaço de história . A base de licitação são 80.000€ e os leiloeiros prevêm que seja arrematada por mais de 200.000€...

 

ACTUALIZAÇÃO -  O leilão foi ganho por Akikazu Fujisawa, fundador da cadeia de lojas Yodobashi Camera, por 660.000€.

 

 

Fontes:

http://www.auction2000.se/auk/w.Object?inC=WLPA&inA=20130909_1514&inO=494

http://www.collectspace.com/news/news-013114a-apollo-moon-camera-auction.html

http://www.hasselbladusa.com/about-hasselblad/hasselblad-in-space/space-cameras.aspx

 


* segundo a leiloeira.

Documentário Long live film disponível na rede

O documentário que noticiámos aqui, uma produção conjunta de Indie FIlm Lab e Kodak Alaris está finalmente disponível na rede.

 

O que era inicialmente um vídeo de 5-10 minutos para documentar uma viagem, evoluiu para o documentário Long Live Film; em que uma nova geração de fotógrafos norte-americanos falam da sua relação com a fotografia analógica e as razões que os levam a continuar a disparar com filme.

 

Desfrutem!

 

 

Nos bastidores de Creating Camelot

prova-de-contacto-jacques-lowe
exemplo de prova de contacto de Jacques Lowe

 

Para além das milhares de vidas, prédios e outras casualidades que se perderam no 11 de Setembro de 2001, também se perdeu um espólio de valor incalculável que estava guardado num cofre à prova de fogo no World Trade Center.

 

Nesse cofre estavam 40.000 negativos que Jacques Lowe, o fotógrafo oficial dos Kennedy registou durante três anos. Lowe tinha acesso livre acesso e fotografou desde aparições oficiais a momentos mais intimistas da familia Kennedy.

 

Por sorte, Lowe tinha no seu estúdio de New York um backup com 1.500 provas de contacto. Essas provas de contacto eram uma ferramenta para o fotógrafo que marcava as imagens para publicar com lápis, marcadores ou autocolantes. 

 

 

pormenor de uma prova de contacto: antes e depois

 

Para a exposição Creating Camelot no museu Newseum de Washington, os técnicos tiveram que restaurar as provas de contacto e lidar com todos os problemas implícitos: riscos, pó e sujidade. Foram restauradas mais de 200 imagens das provas de contacto e dessas foram usadas 70 na exposição.

 

Este vídeo mostra um bocado do processo do restauro e os desafios que a equipa enfrentou:

 

 

Para saber mais no blog da Adobe Lex van den Berghe revela mais detalhes de como correu o processo de restauro, e a filha de Lowe fala um bocado da relação do pai com os negativos

 

via Time

 


Camelot

Em contextos norte-americanos, a palavra "Camelot" às vezes é usado para referir com admiração a presidência de John F. Kennedy, como seu mandato foi dito ter potencial e promessa para o futuro, e muitos foram inspirados pelos discursos de Kennedy, visão e políticas .

Na época, o assassinato de Kennedy tinha sido comparado com a queda do rei Arthur. As linhas "Não deixe que ele seja esquecido, uma vez que havia uma mancha, por um breve momento brilhante, que era conhecido como Camelot", do musical Camelot, foram citados por sua viúva Jacqueline como sendo de sua canção favorita da partitura. "Haverá grandes Presidentes de novo", ela acrescentou, "mas não vai haver outro Camelot novamente ... isso nunca vai ser assim de novo". 
in wiki
 
 

Long live film!

long live film by indie film lab

O trailer do documentário Long live film! tem gerado burburinho nas redes sociais nas últimas semanas, produzido pelo pequeno laboratório Indie Film Lab de Montgomery e a Kodak.

 

Pouca informação foi libertada sobre o documentário, apenas que é uma parceria entre o Indie film Lab e a Kodak e que é focado em fotógrafos que ainda usam filme e as razões porque o fazem.

 

Do que conseguimos apurar parece que Kodak e Indie FIlm Lab são próximos, tanto nas referências à kodak no blog do laboratório assim como o destaque dado ao fundador do laboratório no blog da kodak.

 

Ficamos a aguardar com espectativa a estreia do documentário porque também amamos o filme. 

 

 

 

via Lomography

Adobe lança pacote especial para fotógrafos na Cloud

A Adobe anunciou recentemente na feira Photoshop World em Las Vegas uma oferta para os fotógrafos que queiram usar as últimas tecnologias da Adobe na Cloud: Photoshop CC, Lightroom 5, Behance ProSite e 20GB de espaço por $9.99 por mês (7.38 Euros).

 

Esta oferta é limitada a utilizadores que tenham uma licença para Photoshop CS3 ou superior e é válida até 31 de Dezembro (pressupõe um ano de fidelização).

 

Esta é uma solução interessante: ter um pacote com as ferramentas necessárias para um fotógrafo a um preço competitivo e além disso quem subscrever tem acesso a recursos da Creative Cloud Learn’s.

 

via adobe blog  

tags: 

Everybody Street - um documentário sobre fotografia de rua

trailer de Everybody Street

O documentário "Everybody Street" presta homenagem ao espírito da fotografia de rua através de uma exploração cinematográfica de New York, capta as emoções, perseverança e o perigo que os fotógrafos enfrentam por vezes no seu quotidiano. Com testemunhos dos fotógrafos de rua mais carismáticos do mundo, será com certeza um sucesso.

 

 

O documentário conta com um elenco de luxo: Bruce Davidson, Elliott Erwitt, Jill Freedman, Bruce Gilden, Joel Meyerowitz, Rebecca Lepkoff, Mary Ellen Mark, Jeff Mermelstein, Clayton Patterson, Ricky Powell, Jamel Shabazz, Martha Cooper, Jeff Mermelstein, e Boogie. Realizado por Cherryl Dunn e produzido por Lucy Cooper.

 

Aqui fica o trailer:

Everybody Street Trailer from ALLDAYEVERYDAY on Vimeo.

 

 

via http://everybodystreet.com/

"Alma" ganha 5 Leões em Cannes

alma leica monocrom

A curta metragem "Alma" que foi criada para o lançamento da Leica M-Monochrom na loja da Leica em São Paulo ganhou cinco Leões no festival de Cannes na categoria Film Craft.

 

O filme foi produzido pelos brasileiros da Sentimental Filme e a agência de publicidade FNazca / Saatchi & Saatchi

 

A Leica M-Monochrom foi lançada em meados de 2012, sendo a primeira câmara digital que só faz fotos em preto e branco. Foi apresentada ao mercado sob o conceito de que “Toda Leica tem Alma. Leica M-Monochrom. A reencarnação do preto e branco”.

 

A curta acompanha um fotógrafo de guerra no seu quotidiano, usando um plano subjectivo com o ponto de vista da câmara. 

 

Muito interessante.

Leica Alma from Sentimental on Vimeo.

 

 

 

 

 

via http://www.canneslions.com

mais info aqui